A PESSOA E SUA ALMA: A CONCEPÇÃO DE ALMA EM TOMÁS DE AQUINO COMO CRÍTICA AO DUALISMO PLATÔNICO

Willibaldo Ruppenthal Neto

Resumo


O presente artigo visa demonstrar que a concepção tomista de alma serve como crítica ao dualismo platônico, que marcou e ainda marca presença dentro do cristianismo. Em sua formulação da natureza humana, assim como na sua apresentação das doutrinas da ressurreição e da encarnação, Tomás de Aquino constrói uma perspectiva ambivalente da natureza humana, indicando a conveniência e integralidade na relação entre corpo e alma. Esta concepção contrasta com o dualismo platônico, encontrando na filosofia de Aristóteles o apoio para estabelecer as bases para uma filosofia comprometida tanto com a doutrina cristã como com a razão.

Palavras-chaves: Alma. Tomás de Aquino. Dualismo. Natureza humana.

The Person and its Soul: Tomas Aquinas’ conception of Soul as a critique to Platonic Dualism

ABSTRACT

This article aims to demonstrate that Thomas Aquinas’ conception of Soul work as a critique to the platonic dualism that marked and still marks the Christianity from inside. In his formulation of human nature and in his presentation of the doctrines of resurrection and incarnation, Thomas Aquinas builds an ambivalent perspective of human nature, indicating the convenience and integrality in the body-soul relation. Its conception contrasts with the platonic dualism, finding in Aristotle philosophy the fundaments to stablish the bases for a new philosophy, committed not only to Christian doctrine but also to reason.

Keywords: Soul. Tomas Aquinas. Dualism. Human Nature.

 


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Revista Batista Pioneira está licenciada com uma Licença Creative Commons – Atribuição – Não Comercial – Sem Derivações – 4.0 Internacional.

A revista está catalogada nos seguintes indexadores: